SES inicia piloto de Regulação de Vagas regional em Campinas

O Secretário de Estado da Saúde, Marco Antonio Zago, assinou nesta quarta-feira, 3 de outubro, o projeto-piloto de regionalização da […]

Autor: Caius

O Secretário de Estado da Saúde, Marco Antonio Zago, assinou nesta quarta-feira, 3 de outubro, o projeto-piloto de regionalização da Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde) em Campinas. Compareceram ao evento, que aconteceu na DRS-VII, diversas autoridades como o secretário de saúde de Campinas Cármino de Souza, prefeitos da RMC e todos colaboradores da DRS.

O chefe de gabinete da reitoria, Joaquim Busttorf representou o reitor da Unicamp e esteve acompanhando do diretor executivo da Área da Saúde, Manoel Barros Bertolo; seu adjunto Luis Cláudio Martins; o diretor da FCM, Luis Carlos Zeferino; o superintendente do HC Antonio Gonçalves Filho; o coordenador de Administração José Roberto Matos Souza e o coordenador adjunto da área médica do HC, Thiago Martins Santos. O HES-Unicamp foi representado pela diretora de Assistência, Maria Isabel Higasi Narvion.

O primeiro núcleo regional será implantado no Departamento Regional de Saúde (DRS-VII) de Campinas, auxiliando ininterruptamente na viabilização da assistência a pacientes dos 42 municípios que necessitarem, por exemplo, de atendimentos de urgência e emergência, oncologia e hemodiálise. Os processos de regulação serão embasados em pactuação e protocolos assistenciais, visando oferecer assistência em serviços de referência mais próximos e adequados para cada caso.

A Secretaria investiu R$ 838,6 mil para adequações estruturais do espaço onde o serviço será instalado, que será mantido com um custeio mensal de R$ 530,9 mil, por meio de contrato de gestão. A implantação será realizada em até 60 dias. “Isso é fruto de um árduo trabalho construíndo com muitas mãos e com apoio total do secretário Zago”, comentou Mirela  Povinelli, diretora da DRS-VII em sua apresentação.

Inicialmente, 16 profissionais atuarão no serviço, que funcionará 24 horas por dia, sete dias por semana, nos mesmos moldes da matriz da Cross, localizada na capital. Oferecerá ainda o recurso de telemedicina, permitindo a discussão de casos e cenários entre profissionais de hospitais distintos, além de operar em cogestão com os complexos reguladores municipais.

“A criação do núcleo regional de regulação, com o piloto em Campinas, demonstra nosso empenho em fortalecer a assistência descentralizada, unificando as redes locais e aproximando os pacientes do SUS. A Cross atua na organização dos fluxos de pacientes que necessitam de vagas, priorizando os casos conforme gravidade e urgência, segundo as diretrizes do SUS. Desse modo, garante agilidade, maior transparência e equidade nos processos”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Marco Antonio Zago.

A Cross possui um sistema online que busca vaga disponível em várias unidades (não apenas nos hospitais Estaduais), na região de origem do paciente e, eventualmente, em todo o Estado, conforme o recurso necessário. Assim, é possível buscar o atendimento necessário ao paciente, no local mais próximo com disponibilidade e capacidade para atender cada caso. Todos os casos são cadastrados pela unidade de origem do paciente, a quem também compete viabilizar a transferência de pacientes regulados.

A gestão da Cross Regional de Campinas será feita em parceria com o Seconci-SP (Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo), entidade filantrópica, sem fins lucrativos e parceira do Estado há 19 anos na gestão de serviços de saúde, incluindo hospitais e Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) instalados em diversas cidades paulistas.